Foto de mk. s na Unsplash

Dezanove Pousadas da Juventude Reforçam Alojamento Estudantil

O Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior ganhou novo fôlego com o anúncio de que dezanove Pousadas da Juventude irão contribuir para um aumento de aproximadamente 9% na disponibilidade de alojamento para estudantes. A notícia foi divulgada pelo gabinete do secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Correia.

As unidades localizadas em Abrantes, Almada, Aveiro, Beja, Bragança, Castelo Branco, Coimbra, Évora, Faro, Guarda, Guimarães, Lisboa Centro, Lisboa Parque das Nações, Oeiras, Ponte de Lima, Portimão, Porto, Viana do Castelo e Vila Nova de Cerveira irão expandir o número de quartos e camas disponíveis para estudantes universitários.

De acordo com o gabinete do secretário de Estado, os quartos terão um custo mensal que varia entre 200 e 300 euros por pessoa, dependendo da unidade e da tipologia escolhida. Esta tarifa inclui serviços como pequeno-almoço, acesso à internet wi-fi, limpeza diária, troca de roupa de cama e atoalhados semanalmente, bem como o uso das cozinhas de alberguista.

Para além disso, está prevista a aplicação de descontos aos portadores do Cartão Jovem Europeu, que poderão beneficiar de 10% de desconto para quartos duplos e 20% para quartos triplos.

Uma novidade importante para estudantes bolseiros é a possibilidade de receberem um valor equivalente ao desconto de um mês, que poderá ser utilizado em vale de alojamento na rede de Pousadas de Juventude.

Este programa, promovido pela Movijovem, está inserido no Plano Nacional para o Alojamento no Ensino Superior, com o propósito de apoiar jovens que ingressam no ensino superior, proporcionando-lhes opções acessíveis de alojamento.

Este anúncio surge num momento em que os preços médios dos quartos para estudantes ultrapassam os 400 euros em Lisboa e Porto, e a oferta privada disponível atende a menos de 10% dos jovens recém-colocados nas universidades e politécnicos destas cidades, de acordo com dados do Observatório do Alojamento Estudantil.

Na passada terça-feira, 29 de agosto, a ministra da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, Elvira Fortunato, assegurou que, até o final de 2026, haverá um acréscimo de 15 mil camas destinadas aos estudantes, graças ao financiamento do Plano de Recuperação e Resiliência.

Os resultados da primeira fase do concurso nacional de acesso ao ensino superior, divulgados no domingo, revelaram que quase 50 mil alunos conseguiram uma colocação nas instituições de ensino superior do país.

Este investimento na expansão do alojamento estudantil é um passo significativo para melhorar a acessibilidade e a qualidade de vida dos estudantes do ensino superior em Portugal, aliviando o fardo financeiro que muitos enfrentam devido aos custos elevados de alojamento nas áreas metropolitanas do país.

Deixe um comentário

Outra Perspetiva

Tradição aliada à Inovação nas Línguas, Literaturas e Culturas

O Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas (DLLC) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, reconhecido pela sua tradição...

Ciências do Desporto e Educação Física apostam na Investigação

A nova direção da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) completou um ano...

Inovação e Excelência, um retrato do Departamento de Química

Em entrevista, Artur Valente, diretor do Departamento de Química da Universidade de Coimbra (DQUC) explica como os cursos pioneiros da...

Ensino de Vanguarda na Engenharia Mecânica

Disponibilizar uma oferta formativa universal, que seja capaz de tornar os alunos uma referência além-fronteiras, e continuar na linha da...

Um ensino de excelência da Engenharia Química

Formar as futuras gerações de Engenheiros Químicos com uma sólida e abrangente capacidade técnica e com aptidões interpessoais desenvolvidas é...