Ciências do Desporto e Educação Física apostam na Investigação

A nova direção da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) completou um ano de mandato, assinalando um período de significativos avanços. Entre os destaques, Vasco Vaz, diretor da instituição, ressalva a transformação do Centro de Investigação, o reforço do corpo técnico e docente, a promoção do empreendedorismo entre os estudantes e a crescente participação em projetos de cariz internacional. O compromisso com a excelência académica e científica permanece imutável.

Perspetiva Atual (PA): Um ano volvido após o início de funções da nova direção, quais são os principais marcos ou mudanças que ocorreram na FCDEFUC e que gostariam de destacar?

Vasco Vaz (VV): Realço um momento marcante para a vida desta faculdade que foi o acordo assinado com a Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa para a associação dos nossos centros de investigação, o Centro de Investigação em Desporto e Atividade Física (CIDAF) e o Centro Interdisciplinar de Performance Humana (CIPER), permitindo a criação de um Polo do CIPER na Universidade de Coimbra (UC), que irá substituir o CIDAF a partir de 2025, e uma candidatura conjunta à Fundação para a Ciência e a Tecnologia. Foi uma decisão difícil, que obrigou a uma reflexão profunda por parte de toda a Faculdade, nomeadamente do Conselho Científico. Reforçamos o pessoal técnico em áreas que estavam deficitárias, estimulamos e apoiamos a mobilidade de docentes e não docente, contratamos docentes, potenciamos a produção científica com apoio a publicação e apoiamos todas as iniciativas das várias áreas científicas dos 1.º, 2.º e 3.º ciclos de estudos. Não podemos esquecer que temos quase a totalidade dos docentes envolvidos em projetos europeus financiados em parceria com outros centros de investigação, assim como com outras congéneres internacionais, realizamos vários cursos não conferentes de grau, financiamos a organização de vários eventos internacionais, entre muitas outras ações que foram realizadas neste ano de mandato.

PA: Numa altura em que cada vez mais se fala de empreendedorismo e da importância deste espírito de iniciativa nos jovens, de que maneira a FCDEFUC incentiva ao espírito empreendedor entre os seus alunos e quais são os recursos ou programas disponíveis para apoiar iniciativas dinâmicas dentro da comunidade académica?

VV: Destaco o trabalho conjunto entre a FCDEFUC e o Núcleo de Estudantes, que tem permitido a vinda a esta Faculdade de profissionais na área do desporto com formações e palestras para fomentar o empreendedorismo e motivação dos nossos estudantes. Neste último ano letivo o Núcleo de Estudantes desenvolveu, entre outras atividades: Ação de Formação de “Padel” e “Fitness Summit – as três dimensões de um profissional de fitness de sucesso e o futuro do profissional de fitness entre 2024-2030”. A realização da unidade curricular de Estágio, quer na Licenciatura, quer nos mestrados em Treino Desportivo e em Exercício e Saúde, permite ao estudante um contacto mais próximo com a prática real do dia a dia numa instituição, deixando em aberto oportunidades de negócio a desenvolver no futuro. No passado dia 22 de maio decorreu o Fitness Meeting, onde uma cadeia de ginásio deu a conhecer aos estudantes o mundo do Fitness através dos seus profissionais, com workshops práticos e sessões de esclarecimentos, promovendo o network na área do Fitness e dando ainda a conhecer oportunidades de emprego. A FCDEFUC tem apostado em promover a realização de cursos de formação não conferentes de grau, em áreas distintas e emergentes no panorama desportivo, destacando: Curso de Promoção de Estilos de Vida Ativos e Saudáveis em Territórios de Baixa em parceria com o Município da Sertã; Curso de Iniciação à Avaliação Nutricional; Curso de Introdução ao Surfing e Treino e nutrição para a promoção da hipertrofia muscular. No sentido de premiar antigos estudante e para promover a área de formação académica de várias figuras do panorama nacional, no âmbito do 32.º aniversário da FCDEFUC, no passado dia 19 de fevereiro, a Faculdade homenageou o Professor Carlos Queiroz, antigo selecionador nacional, e Vítor Bruno, treinador-adjunto do FC Porto e antigo estudante da FCDEFUC, com o prémio Carreira.

PA: Pode destacar alguns dos principais projetos de pesquisa em andamento na FCDEFUC e explicar como pretendem contribuir para o avanço do conhecimento nas Ciências do Desporto e Educação Física?

VV: A participação da FCDEFUC em projetos internacionais tem igualmente crescido. É o caso do Projeto Europeu OACCUs (Outdoor Against Cancer Connect Us) ou do programa EU4Health, que tem como objetivo promover o bem-estar para sobreviventes de cancro através da prática de exercício físico, alimentação saudável, bem-estar psicológico e sustentabilidade do planeta. O consórcio integra 14 parceiros oriundos de seis países, sendo os representantes portugueses a Universidade de Coimbra – FCDEF, a Liga Portuguesa contra o Cancro – Núcleo de Região Centro e o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) – Serviço de Oncologia Pediátrica. Por outro lado, o projeto “PAS GRAS: redução de riscos metabólicos, determinantes ambientais e comportamentais da obesidade em crianças, adolescentes e jovens adultos” envolve parceiros de oito países europeus e tem como propósito desenvolver, ao longo de cinco anos, estratégias interdisciplinares de investigação e inovação capazes de mudar o paradigma da prevenção e do tratamento da obesidade, fornecendo soluções práticas para uma vida saudável na sociedade contemporânea. Há ainda o projeto RYHEALTH – A holistic approach to rocking your health” que, no âmbito do programa EU4Health, que apoia projetos que respondem a desafios na área da saúde e junta instituições de Portugal, Alemanha e Espanha, pretende juntar escolas, famílias, crianças e jovens na promoção de estilos de vida saudáveis desde a infância.

PA: Qual é a área de especialização facultada pela FCDEFUC e de que forma é que essa oferta académica foi pensada e alinhada conforme as demandas do mercado de trabalho atual? Além disso, quais são as saídas profissionais?

VV: Como unidade de ensino e investigação os nossos objetos de estudo e formação estão centrados no Desporto, Educação Física e Atividade Física, mas não esquecendo outras áreas emergentes. A Licenciatura em Ciências do Desporto proporciona uma sólida formação académica, conferindo competências profissionais para o desempenho de atividades ligadas às ciências do Desporto, que permitem trabalhar em ginásios e outras entidades e o Título Profissional de Treinador de Desporto em diversas modalidades desportivas e a habilitação da lecionação da Educação Física no 1.º Ciclo do Ensino Básico, entre outras valências profissionais inerentes à área de estudo. O Mestrado em Ensino de Educação Física nos Ensinos Básico e Secundário aprofunda os conhecimentos científicos na área das ciências básicas da educação física, com valência profissional que habilita para a docência no Ensino Básico e Secundário. O Mestrado em Exercício e Saúde, divide-se em dois ramos de especialização: Fisiologia do Exercício e Populações Especiais, que tem como objetivo aprofundar o conhecimento nas áreas da prescrição do exercício, aptidão física, saúde e bem-estar, proporcionando a aplicação de conhecimentos em equipas e contextos multidisciplinares de intervenção profissional. O Mestrado em Treino Desportivo está orientado para promover uma sólida formação científica e pedagógica na área específica do Treino Desportivo. Este Mestrado permite o acesso ao reconhecimento de títulos avançados de Treinador de Desporto, como os graus II e III. O Doutoramento em Ciências do Desporto apresenta uma diversidade de ramos de especialização, tais como, Atividade Física e Saúde, Educação Física, Necessidades Educativas Especiais – Atividade Física Adaptada e Treino Desportivo. Por fim, o Pós-Doutoramento em Ciências do Desporto proporciona uma formação avançada especializada.

PA: Apesar de a FCDEFUC ser a mais recente Faculdade da Universidade de Coimbra, estando integrada no estabelecimento de Ensino Superior mais antigo de Portugal, possui uma rede de conceituados parceiros nacionais e internacionais. Qual é a importância destas parcerias para o reconhecimento e consolidação da Faculdade?

VV: A FCDEFUC tem conquistando espaço a nível nacional, quer externamente junto das escolas de desporto do país, quer internamente, com o reconhecimento da própria Universidade e do seu Governo, que têm apostado no Desporto, como de todas as estruturas orgânicas da UC pelo trabalho em parcerias na área dos projetos de investigação. Vale não esquecer igualmente todas as conquistas com protocolos de parceria a nível nacional e internacional. Assim sendo, a Faculdade colabora com diversas Federações Desportivas e também com o Comité Olímpico de Portugal, dando apoio em termos da avaliação e controlo do treino aos atletas das seleções nacionais de diferentes modalidades e escalões e contribuindo para, num trabalho de cooperação com os treinadores e equipas técnicas, melhorar o desempenho dos atletas Nacionais. Inclusive, estamos a acompanhar a preparação olímpica de vários atletas que vão estar a representar Portugal nos próximos jogos Olímpicos em Paris 2024. O reconhecimento e consolidação da Faculdade é visível, por exemplo, através do Ranking de Shangai, onde a FCDEFUC foi a segunda colocada a nível nacional na recente publicação, a 15 de dezembro de 2023, do Ranking de Shangai de Escolas de Ciências do Desporto, ocupando um lugar entre a posição 101-150.

PA: Tendo em conta que para formar jovens com pensamento global é vital instigar ao contacto com o mundo, que medidas a FCDEP tem levado a cabo para promover a internacionalização e mobilidade dos estudantes e pessoal docente?

VV: Iniciativas de divulgação científica que passam pela organização de diferentes eventos científicos de dimensão nacional e internacional. Nos últimos anos, a FCDEFUC foi responsável pela organização de: World Conference on Science and Soccer 2022, o congress mundial de Futebol realizou-se pela primeira vez em Portugal, tendo abrangido um vasto leque de temáticas científicas subordinadas ao estudo do Futebol); European Congress of Adapted Physical Activity (EUCAPA 2022), um evento científico internacional de referência no âmbito da atividade física adaptada sob a chancela da European Federation of Adapted Physical Activity (EUFAPA); XIX Congresso de Ciências do Desporto e Educação Física dos Países de Língua Portuguesa em janeiro de 2023; XIV Meeting Internacional de Treinadores de Futebol em outubro de 2023, um evento, organizado pela Faculdade, que contou com a presença de quase uma centena de participantes, focados em desenvolver competências enquanto treinadores de Futebol; XXIV Fórum Internacional do Desporto em março de 2024, com a presença do Professor Carlos Neto, Professor Catedrático Jubilado da Faculdade de Motricidade Humana da Universidade de Lisboa, tendo sido o foco desta conferência as crianças e o seu desenvolvimento; II Seminário Internacional de Salvamento Aquático, em abril de 2024, em parceria com o Instituto de Socorros a Náufragos; entre outros que poderiam igualmente ser elencados.

PA: A Universidade de Coimbra possui um papel fundamental no desenvolvimento socioeconómico da região, assim, de que forma a FCDEFUC se insere nesse contexto? Como é que a Faculdade tem colaborado com instituições locais ou desenvolvido iniciativas para promover o bem-estar da comunidade e impulsionar o crescimento regional?

VV: Parcerias com a Câmara Municipal de Coimbra e outras Autarquias, Clubes, Desporto Adaptado, Ginásios, Federações, Associações Desportivas, e ainda com entidades ligadas à saúde como o Liga Portuguesa contra o Cancro – Núcleo de Região Centro e o Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) – Serviço de Oncologia Pediátrica e, mais recentemente com a Escola Superior de Enfermagem de Coimbra e com o IPO, que tem potenciado junto das comunidades atividades na área do desporto, exercício e saúde, para promover o bem-estar e saúde das comunidades locais.

PA: Ainda assim, um ano, certamente, não terá sido tempo suficiente para colocarem em prática todos os planos idealizados. Dessa forma, qual será o próximo passo? Existem áreas específicas de expansão ou desenvolvimento que pretendem priorizar?

VV: São mandatos curtos, principalmente para a nossa Faculdade que ainda tem poucos anos de existência e está inserida num colosso que é a Universidade de Coimbra. Atualmente o core business da Faculdade assenta numa aposta forte na Investigação, sendo o objetivo aumentar a produção científica da FCDEFUC e aumentar o número de projetos internacionais, projetando a imagem da Faculdade e da UC a nível nacional e internacional e reconhecendo a importância do Desporto, Educação Física e Atividade Física no mundo. Ainda temos um longo caminho a percorrer, e este próximo ano temos de tomar decisões, nomeadamente, sobre a reforma pedagógica, a possibilidade de aumentar a oferta formativa dos 2.º e 3.º ciclos, a criação de mestrados em parceria com outras Unidades Orgânicas da Universidade de Coimbra e o desenvolvimento da oferta ao nível de cursos não conferentes de grau em áreas que estão a emergir no universo das ciências do desporto.

Deixe um comentário

Outra Perspetiva

Tradição aliada à Inovação nas Línguas, Literaturas e Culturas

O Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas (DLLC) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, reconhecido pela sua tradição...

Ciências do Desporto e Educação Física apostam na Investigação

A nova direção da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) completou um ano...

Inovação e Excelência, um retrato do Departamento de Química

Em entrevista, Artur Valente, diretor do Departamento de Química da Universidade de Coimbra (DQUC) explica como os cursos pioneiros da...

Ensino de Vanguarda na Engenharia Mecânica

Disponibilizar uma oferta formativa universal, que seja capaz de tornar os alunos uma referência além-fronteiras, e continuar na linha da...

Um ensino de excelência da Engenharia Química

Formar as futuras gerações de Engenheiros Químicos com uma sólida e abrangente capacidade técnica e com aptidões interpessoais desenvolvidas é...