Prof. Mário Valentino

ISEC: “Antes da Covid-19 já estávamos a digitalizar os nossos cursos”

Mário Velindro, presidente do ISEC, afirma que a aposta no digital é para manter, mas “os cursos de engenharia não podem ser só teóricos”. Aulas presenciais regressam em setembro “com total segurança” sanitária.

Quais são as principais mais-valias dos cursos de engenharia do ISEC?

Somos uma das escolas de engenharia mais antigas e reputadas do país, com 99 anos de história, que tem em curso a transformação total do seu modelo de ensino, com a digitalização cada vez maior da sua tecnologia! Ainda antes da Covid-19 já estávamos a revolucionar o ensino e a digitalizar os nossos cursos. O que é crucial na engenharia que ensinamos é a eficiência da aprendizagem. Para a atingir, temos de envolver os alunos na aquisição de conhecimentos e de competências, através de processos de investigação de questões complexas, de realização de tarefas reais e da concretização de aplicações práticas, autênticas.

Como irá reagir o mercado da engenharia à crise da Covid-19?

As transformações tecnológicas atuais fizeram aumentar a procura de engenheiros mais flexíveis e com qualificações que extrapolam a especialização técnica. O ISEC tem uma taxa de empregabilidade bastante alta: 98% dos estudantes consegue emprego logo após a conclusão dos cursos. Esta é uma das principais bandeiras da nossa escola e pensamos que os números se irão manter: os efeitos da Covid-19 na economia irão fazer aumentar a necessidade de engenheiros. A engenharia é um setor fulcral  de qualquer recuperação económica: sem engenharia, não há retoma!

O ISEC foi das primeiras instituições de ensino superior a suspender as aulas presenciais em março. O que é que previsto para o próximo ano letivo?

Em setembro regressaremos às salas de aula e aos nossos laboratórios em total segurança, respeitando todas as normas definidas pela Direção-Geral da Saúde. Os cursos de engenharia do ISEC não podem viver só da componente teórica. É preciso aprender, criando. Aliás, mesmo quando as aulas presenciais estiveram suspensas  o laboratório de biomecânica do ISEC criou e produziu um modelo de óculos e viseiras em impressoras 3D para proteção dos profissionais de saúde envolvidos na triagem e tratamento de pacientes. Foram produzidos mais de 50 conjuntos por dia, os quais foram entregues no Centro Hospitalar Universitário de Coimbra – CHUC.

Deixe um comentário

Outra Perspetiva

Tradição aliada à Inovação nas Línguas, Literaturas e Culturas

O Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas (DLLC) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, reconhecido pela sua tradição...

Ciências do Desporto e Educação Física apostam na Investigação

A nova direção da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) completou um ano...

Inovação e Excelência, um retrato do Departamento de Química

Em entrevista, Artur Valente, diretor do Departamento de Química da Universidade de Coimbra (DQUC) explica como os cursos pioneiros da...

Ensino de Vanguarda na Engenharia Mecânica

Disponibilizar uma oferta formativa universal, que seja capaz de tornar os alunos uma referência além-fronteiras, e continuar na linha da...

Um ensino de excelência da Engenharia Química

Formar as futuras gerações de Engenheiros Químicos com uma sólida e abrangente capacidade técnica e com aptidões interpessoais desenvolvidas é...