De Geração em Geração: O Legado da Clínica Vivina Cabrita na Saúde Oftalmológica

Desde 1987, a Clínica Vivina Cabrita tem sido sinónimo de qualidade e dedicação na oftalmologia algarvia. Hoje, com Filipe Cabrita a assumir a liderança da clínica ao lado da sua mãe, exploramos como a clínica permanece na vanguarda, utilizando tecnologias avançadas e inovadoras para oferecer serviços oftalmológicos que colocam as necessidades de cada paciente como prioridade.

Para começar, poderiam apresentar brevemente a história e a missão da clínica, destacando o que a torna única no campo da oftalmologia no sul de Portugal?

A Clínica Vivina Cabrita teve início em 1987, quando foi fundada pela Doutora Vivina Cabrita e pelo Engenheiro José Lima Cabrita, em São Bartolomeu de Messines. Em 1996, mudou-se para a cidade de Faro, focando-se exclusivamente na especialidade de oftalmologia e disponibilizando um bloco operatório para cirurgias de catarata e cirurgia refrativa.

Já em 1998, tornou-se pioneira na moderna cirurgia de catarata com facoemulsificação, sendo a Doutora Vivina Cabrita a primeira a realizar esse procedimento no Algarve e Baixo Alentejo. Além disso, a clínica foi precursora em cirurgia refrativa, utilizando técnicas como Lasik e implantação de lentes fácicas.

A clínica oferece serviços abrangentes, desde exames de rotina até procedimentos cirúrgicos mais complexos. Quais são os serviços que dão maior destaque à clínica e demonstram a experiência da sua equipa?

A clínica destaca-se por oferecer serviços desde exames de rotina até procedimentos cirúrgicos complexos. Atualmente, um dos principais enfoques da clínica é a cirurgia de retina, posicionando-se como referência na região e diferenciando-se de outros centros privados. Isso evita que os pacientes tenham que se deslocar para Lisboa, já que a clínica realiza cirurgias como descolamento de retina, tratamento de buracos maculares, retinopatia diabética proliferativa com hemorragias vítreas e descolamentos tracionais. A competência da equipa também se destaca nesse campo, sendo uma das pioneiras a oferecer esses serviços na região.

Estando em atividade desde 1987, certamente que a Clínica já passou por diversos desafios chegando àquilo que é hoje. Quais foram os principais obstáculos enfrentados ao longo desses anos e como a clínica se adaptou para se manter na vanguarda da oftalmologia na região?

Certamente, enfrentamos inúmeros desafios ao longo destes anos e continuamos a lidar com eles constantemente. As alterações nas leis da área da saúde frequentemente demandam modificações e reestruturações na infraestrutura da clínica. No entanto, essas mudanças têm sido implementadas sempre que necessário e com o propósito de melhor atender aos nossos pacientes.

É notável que a Dra. Vivina Cabrita esteja ativa na área desde 1986, contribuindo para a melhoria do nível de saúde oftalmológica na população Algarvia. De que forma é que o nome e experiência de alguém como a Doutora impactam o prestígio da própria clínica e de toda a equipa?

Doutora Vivina Cabrita

A Doutora Vivina foi pioneira no Algarve introduzindo a técnica moderna de cirurgia de catarata em 1996 e sendo uma das precursoras na cirurgia refrativa a laser.

É inegável que se tornou uma fonte de inspiração e aprendizado para todos aqueles com quem trabalha.

Agora é o Doutor Filipe Cabrita, filho de Vivina Cabrita, que dá a cara pela Clínica. Já com um currículo impressionante e uma carreira em constante evolução, pode contar-nos o que o motivou a seguir os passos da sua mãe na área oftalmológica?

A oftalmologia sempre fez parte da minha vida desde que me lembro de existir, permeando conversas, livros, filmes e slides que encontrava em casa. Quando criança, após as aulas, costumava encontrar-me com a minha mãe no hospital e, mesmo sem intenção, acabava por assistir às suas consultas. Isso despertou em mim uma curiosidade imensa e um profundo interesse pela área.

Durante a faculdade, percebi que no Algarve não havia profissionais a realizar vitrectomia, foi então que pensei em ser eu a fazer a diferença. Assim que possível, ainda no terceiro ano da faculdade, em 2001, fiz um estágio durante as férias do verão na Holanda, no renomado centro de referência em cirurgia retiniana com o Professor Deutman, em Nijmegen.

Doutor Filipe Cabrita

As técnicas cirúrgicas daquela época eram muito diferentes das atuais, mas foi esse estágio que aumentou ainda mais a minha motivação para seguir esse caminho. O contacto precoce que tive permitiu-me e permite-me estabelecer uma conexão entre as técnicas mais antigas e as mais modernas em cirurgia de retina. Isso porque, em determinados casos, as técnicas mais antigas, embora mais trabalhosas, oferecem muitas vantagens para os pacientes, especialmente para os mais jovens.

Uma parte fundamental do sucesso da clínica é o uso de técnicas e aparelhos avançados e modernos. Quais são os equipamentos mais inovadores utilizados na clínica e como essa constante evolução tecnológica beneficia tanto a equipa médica quanto os pacientes?

Sem dúvida que possuímos os mais avançados aparelhos para cirurgia de catarata e retina, estando na vanguarda do mercado mundial. As marcas das máquinas e lentes intraoculares que utilizamos são amplamente reconhecidas pela sua qualidade excecional. Em termos de dispositivos de diagnóstico, a nossa capacidade supera a de muitos hospitais, com recursos como ecografia, topografia da córnea, perimetria computorizada, microscopia endotelial, retinografia e angiografia. Adicionalmente, dispomos de tecnologia a laser, abrangendo Argon, Yag, e, para tratamento do glaucoma, o SLT.

Sendo considerada o maior e mais antigo centro oftalmológico do sul do país, como a clínica lida com a diversidade de pacientes e casos complicados? Há alguma característica específica que demonstre a excelência e a dedicação da equipa médica da Clínica Vivina Cabrita?

A nossa característica principal e o que nos distingue é o compromisso em estarmos sempre disponíveis para servir as necessidades dos nossos pacientes. Em situações urgentes somos capazes de reunir rapidamente, mesmo fora do horário habitual, a nossa equipa composta por médicos e enfermeiros para realizar procedimentos cirúrgicos, garantindo que os resultados sejam os melhores possíveis para os pacientes.

Para concluir, como a clínica pretende evoluir no futuro? Existem planos para expandir os serviços oferecidos ou introduzir novas áreas de especialização?

Os nossos planos futuros envolvem a expansão das nossas instalações para aumentar o número de consultórios e salas cirúrgicas, bem como a contratação de mais oftalmologistas. Além disso, estamos a considerar a inclusão de outras especialidades afins à oftalmologia.


Telemóvel: 917594347

Email: oftalmologia@limacabrita.pt

Website: www.clinicavivinacabrita.pt

Deixe um comentário

Outra Perspetiva

Ensino superior da região centro recebe dez milhões de fundos europeus para infraestruturas e equipamentos

No âmbito do Programa Regional do Centro (Centro2030) foi aberto um concurso para serem distribuídos dez milhões de euros de...

Explorando o oceano na região dos Açores

O mar profundo cobre mais de dois terços da superfície da Terra, mas esta vastidão misteriosa e oculta permanece em...

GeoBioTec@UBI explora vários caminhos de investigação na Beira Interior

A unidade de investigação (UI) GeoBiociências, Geotecnologias e Geoengenharias (GeoBioTec) foi criada em 2007 na Universidade de Aveiro, possuindo atualmente...

O Pioneirismo do GRAQ na Química Verde

Imerso na missão de promover a inovação e contribuir para a criação de conhecimento, o Grupo de Reação e Análises...

ESSNorteCVP: O Palco da Saúde, Educação e Inovação

A busca pela excelência na investigação em saúde e formação é a pedra angular da Escola Superior de Saúde do...