A necessidade de acompanhar a evolução científica

Em conversa com a Perspetiva Atual, Armando Silvestre, Diretor do Departamento de Química da Universidade de Aveiro, explica a importância de uma constante evolução das instituições de ensino superior, quer na oferta formativa, quer na investigação.

Agregando as áreas de Química, Bioquímica, Biotecnologia e Engenharia Química, o Departamento de Química da Universidade de Aveiro tornou-se uma referência nacional e internacional, não só no que diz respeito ao ensino, mas também devido à qualidade de investigação e à cooperação com a indústria.

“Foram mais de três décadas de uma evolução extraordinária, para chegarmos ao que o DQUA é hoje, mas creio que o mais importante é mesmo a certeza de que, com as excelentes condições em termos de recursos para a investigação e ensino e com o grande potencial dos Professores, dos Investigadores e dos alunos do DQUA, temos todas as condições para deixarmos ainda mais a nossa marca no panorama nacional e internacional”, afirma Armando Silvestre, Diretor do DQUA.

Segundo Armando Silvestre, um dos pontos mais importantes para garantir a qualidade de ensino é assegurar que a oferta formativa acompanha a evolução da ciência, “oferecendo aos alunos uma formação sólida e atualizada, que lhes permita responder às necessidades do mercado de trabalho em constante mudança.”

Para o Diretor do Departamento, o número elevado de candidatos aos cursos de Licenciatura, com “excelentes” médias, e as saídas profissionais dos seus estudantes, comprovam que uma oferta formativa atualizada é bastante apelativa, não só para os estudantes, como também para as empresas que procuram novos profissionais.

É de salientar que os alunos que pretendem prosseguir com a sua formação após a Licenciatura, têm no DQUA a possibilidade de integrar diferentes Mestrados e Doutoramentos.

Para além do ensino, outra vertente que coloca o DQUA numa posição de grande reconhecimento é a investigação. Segundo o Diretor do Departamento, a qualidade de uma instituição de ensino superior é indissociável da qualidade da investigação que desenvolve, sendo que esta é um pilar fundamental da atividade universitária. Com excelentes resultados também neste campo, o Professor mostra-se bastante orgulhoso dos seus investigadores, “os investigadores do DQUA têm tido enorme sucesso na participação e, mais importante ainda, na liderança de grandes projetos de investigação nacionais e internacionais, nomeadamente neste último caso, de Projetos Europeus do programa Horizonte 2020 e dos prestigiadíssimos projetos do European Research Council (ERC).”

Projetos Futuros

Relativamente ao próximo ano letivo e ao futuro do DQUA, o Professor Armando Silvestre revela que está a ser preparado o arranque de uma oferta formativa que permita a formação de Professores de Física e Química para o ensino secundário. “Temos de estar preparados para responder à previsível carência de professores, para podermos continuar a receber, nos nossos cursos, alunos bem preparados”, explica.

É também um objetivo da atual direção apostar em melhorar a rede de parcerias internacionais de mobilidade de estudantes para favorecer a sua internacionalização e reforçar o número de estudantes estrangeiros recebidos no DQUA.

Até ao final do ano, é esperada a conclusão do novo edifício que irá albergar todos os equipamentos de Ressonância Magnética Nuclear do DQUA, alguns dos quais únicos no país.

Ao nível da investigação e do ensino, o objetivo continua a ser evoluir, respondendo e antecipando as mudanças constantes do mercado de trabalho e a evolução científica.

“Estou certo que os professores e investigadores do DQUA, desde os mais seniores e reconhecidos aos mais jovens (que ainda cá estarão daqui a 20 anos), e aqueles que estamos a preparar (os nossos alunos), vão ter contribuições importantes para o progresso e o bem-estar da sociedade”, conclui.

1 thought on “A necessidade de acompanhar a evolução científica

Deixe um comentário

Outra Perspetiva

Tradição aliada à Inovação nas Línguas, Literaturas e Culturas

O Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas (DLLC) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, reconhecido pela sua tradição...

Ciências do Desporto e Educação Física apostam na Investigação

A nova direção da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) completou um ano...

Inovação e Excelência, um retrato do Departamento de Química

Em entrevista, Artur Valente, diretor do Departamento de Química da Universidade de Coimbra (DQUC) explica como os cursos pioneiros da...

Ensino de Vanguarda na Engenharia Mecânica

Disponibilizar uma oferta formativa universal, que seja capaz de tornar os alunos uma referência além-fronteiras, e continuar na linha da...

Um ensino de excelência da Engenharia Química

Formar as futuras gerações de Engenheiros Químicos com uma sólida e abrangente capacidade técnica e com aptidões interpessoais desenvolvidas é...