Ana Novo Barros, coordenadora científica

Caravela-portuguesa como ponto de partida para a substituição de produtos sintéticos por compostos naturais

Em junho de 2022, a Mesosystem juntou forças com a Universidade dos Açores, a Universidade do Minho e a empresa internacional Nofima, para desenvolver um projeto europeu único, que envolve o mar português. Ana Novo Barros, reconhecida por liderar inúmeros projetos de investigação, é também coordenadora científica deste, em contexto empresarial, “Physalia Physalis”, cujo objetivo principal é desenvolver produtos ricos em colagénio e toxinas com potencial uso em cosmética.

Fundada em 2006, a Mesosystem é uma empresa líder no setor de cuidados com a pele. Com uma ampla rede de distribuidores que atinge mais de 94 países, destaca-se na produção e comercialização de produtos inovadores. Além
disso, a empresa tem demonstrado também uma crescente dedicação à área de Investigação e Desenvolvimento, de
modo a continuar a desenvolver fórmulas únicas e inovadoras para oferecer cosméticos e dispositivos médicos de
última geração, tanto para profissionais como para particulares.

Em junho de 2022, a empresa sediada no Porto aliou esforços com prestigiadas instituições académicas e uma empresa internacional para criar um projeto europeu de excelência. Este ambicioso projeto marca então a colaboração
entre a Universidade dos Açores, a Universidade do Minho e a empresa Nofima. Esta parceria entre as diferentes instituições torna a equipa de profissionais bastante multidisciplinar, sendo possível assim abranger várias sub-áreas dentro de um só projeto. “Physalia Physalis” tem como coordenadora a professora e investigadora Ana Novo Barros, com vasta experiência e currículo nesta área.

O projeto dividir-se-á em seis atividades, sendo que as primeiras duas estão já concluídas. “Neste momento, já
otimizamos os processos de extração de colagénio e da separação da toxina, realizados pela Universidade dos
Açores”, revela Ana Novo Barros. “A tarefa seguinte, coordenada pela Universidade do Minho que irá focar-se no desenvolvimento de formulações ricas em hidrolisados de colagénio com potencial uso em biomedicina, indústria cosmética e farmacêutica.” A data prevista para a conclusão do projeto é abril de 2024, somando assim quase dois anos de estudo.

A nível económico, o financiamento do projeto promovido pela Mesosystem provem da EEA Grants, com um investi- mento de mais de um milhão de euros.

Caravela-portuguesa

“Physalia Physalis” é o nome científico atribuído a uma das espécies marinhas mais emblemáticas da fauna nacional, a
Caravela-portuguesa. Este animal que se destaca pelo seu pneumatóforo em formato de “balão”, que se assemelha à vela existente nos navios de guerra portugueses do séc. XV e XVI, é ocasionalmente avistado na zona costeira de Por- tugal e ocupa o papel principal na narrativa deste projeto europeu.

Caravela Portuguesa é uma das espécies marinhas mais
perigosas e valiosas dos nossos oceanos, sendo que este
projeto visa aproveitar o seu potencial para a extração em massa de colagénio sustentável, proteína estrutural e principal componente da matriz extracelular. Será ainda avaliado o potencial de extração de Toxina Botulínica A, para futura aplicação nas áreas da Biomedicina e indústria farmacêutica, revela Ana Novo Barros.

EEA Grants
Através do Acordo sobre o Espaço Económico Europeu (EEE), a Islândia, o Liechtenstein 
e a Noruega são parceiros no mercado interno com os Estados-Membros da União Europeia. Como forma de promover um contínuo 
e equilibrado reforço das relações económicas e comerciais, as partes do Acordo do 
EEE estabeleceram um Mecanismo Financeiro plurianual, conhecido como EEA 
Grants. Os EEA Grants têm como objetivos 
reduzir as disparidades sociais e económicas 
na Europa e reforçar as relações bilaterais 
entre estes três países e os países beneficiários. Para o período 2014-2021, foi acordada 
uma contribuição total de 2,8 mil milhões de 
euros para 15 países beneficiários. Portugal 
 beneficiará de uma verba de 102,7 milhões de 
euros.” Saiba mais em eeagrants.gov.pt.

Deixe um comentário

Outra Perspetiva

Tradição aliada à Inovação nas Línguas, Literaturas e Culturas

O Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas (DLLC) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, reconhecido pela sua tradição...

Ciências do Desporto e Educação Física apostam na Investigação

A nova direção da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) completou um ano...

Inovação e Excelência, um retrato do Departamento de Química

Em entrevista, Artur Valente, diretor do Departamento de Química da Universidade de Coimbra (DQUC) explica como os cursos pioneiros da...

Ensino de Vanguarda na Engenharia Mecânica

Disponibilizar uma oferta formativa universal, que seja capaz de tornar os alunos uma referência além-fronteiras, e continuar na linha da...

Um ensino de excelência da Engenharia Química

Formar as futuras gerações de Engenheiros Químicos com uma sólida e abrangente capacidade técnica e com aptidões interpessoais desenvolvidas é...