Presidente da República admite estar perto de promulgar novo diploma sobre progressão dos professores

Marcelo Rebelo de Sousa anunciou neste domingo a possibilidade de promulgar o novo diploma do Governo relacionado à progressão dos professores. De acordo com o chefe de Estado, o referido diploma deixa “uma porta entreaberta” para acelerar o avanço das carreiras dos docentes.

As declarações do Presidente Marcelo Rebelo de Sousa foram feitas durante uma entrevista concedida a jornalistas em Vila Viçosa, no distrito de Évora, onde mencionou que o diploma em questão já se encontra em análise no Palácio de Belém desde o fim da semana passada.

O Presidente frisou que a alteração introduzida pelo Governo ao diploma “provavelmente vai ser suficiente para promulgar”. Na última quinta-feira, o Conselho de Ministros aprovou alterações ao documento, que havia sido previamente vetado por Marcelo Rebelo de Sousa. Entretanto, o Governo tem optado por não divulgar detalhes sobre as mudanças, considerando que estas resultam de uma “interação direta” entre o primeiro-ministro, António Costa, e o chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa explicou que o anterior diploma “aparecia como fechando a porta”, mas defendeu que o novo documento deveria deixar uma “portinha aberta” para futuras discussões e avanços nas carreiras dos professores. Segundo ele, a nova fórmula estabelecida no diploma assegura que as medidas tomadas pelo Governo não prejudicam o desenvolvimento da progressão dos docentes em diferentes conjunturas, incluindo futuras legislaturas.

O Presidente enfatizou que esta “fórmula da portinha entreaberta” é o máximo que o Governo considera viável, a fim de preservar a sua posição de princípio, mas ressaltou que representa o mínimo que ele esperava. Segundo Marcelo Rebelo de Sousa, esta iniciativa é essencial para não desmotivar os professores, cuja desmotivação tem sido evidente, e para não afastar futuros jovens que desejem seguir a carreira docente.

Marcelo reforçou a necessidade de encontrar fórmulas que não encerrem possibilidades nas relações sociais e políticas, salientando que o diálogo tem sido constante com o primeiro-ministro, António Costa, e que a intenção não é gerar conflitos, mas sim encontrar soluções viáveis.

O Presidente finalizou, reforçando a importância de trazer esperança para os professores e futuros profissionais da área, destacando que, ao proporcionar perspetivas positivas, será possível estimular a motivação e o interesse na profissão docente, garantindo, assim, um futuro promissor para a educação em Portugal.

Deixe um comentário

Outra Perspetiva

Tradição aliada à Inovação nas Línguas, Literaturas e Culturas

O Departamento de Línguas, Literaturas e Culturas (DLLC) da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra, reconhecido pela sua tradição...

Ciências do Desporto e Educação Física apostam na Investigação

A nova direção da Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física da Universidade de Coimbra (FCDEFUC) completou um ano...

Inovação e Excelência, um retrato do Departamento de Química

Em entrevista, Artur Valente, diretor do Departamento de Química da Universidade de Coimbra (DQUC) explica como os cursos pioneiros da...

Ensino de Vanguarda na Engenharia Mecânica

Disponibilizar uma oferta formativa universal, que seja capaz de tornar os alunos uma referência além-fronteiras, e continuar na linha da...

Um ensino de excelência da Engenharia Química

Formar as futuras gerações de Engenheiros Químicos com uma sólida e abrangente capacidade técnica e com aptidões interpessoais desenvolvidas é...